Dedique atenção à sua presença offline

  1. marketing-offline

Se pensa que o seu negócio deve dar apenas ênfase ao online, em breve será o seu negócio que vai ficar offline!

Os cuidados a ter, caso tenha um espaço físico, para alinhar o seu marketing  online e offline.

Não tenho dúvidas que, a mudança do paradigma é uma realidade e que, cada vez mais, o online fará parte da sua vida, e terá que ser bem trabalhado para garantir sustentabilidade ao seu negócio.

No entanto, não se esqueça, alguns dos seus factores diferenciadores, eventualmente alguns daqueles que podem garantir-lhe vantagem face à concorrência.

Se tem uma loja física, não esqueça que o contacto pessoal é critico. No bom relacionamento com os seus clientes. Vendedores mal dispostos ou com pouca formação, ou processos logísticos no acto da compra inadequados, podem, e muito, boicotar o bom trabalho que possa ter feito no online.

Não se esqueça que, a sua loja também comunica! Tenha tudo sempre arrumado, limpo, e seja fácil ao seu cliente localizar os artigos! Se tem um espaço de grandes dimensões, com uma grande variedade de produtos, sinalize, por exemplo, por famílias, os seus artigos, na maior parte dos casos, os clientes gostam de aceder aos produtos de forma autónoma, facilite-lhes a vida. Se tiver promoções, dê-lhes o devido destaque, ou então, coloque-as num local que obrigue os seus clientes a passar pelos produtos com menor rotatividade, pode ser uma excelente forma para que reparem neles.

Forme os seus colaboradores a ajudar os seus clientes e não a criar guerras. Muitas vezes, existe pouca vontade por parte dos colaboradores em ajudar os clientes. Incentive-os a ajudar, a esclarecer. É extremamente importante para empresários e seus funcionários, lembrar que, quem paga os salários, são os clientes, logo, é a eles que, devemos de agradar, ajudar, facilitar a vida e mais, tentar subtilmente vender mais, aumentando assim, o valor daquele cliente para a empresa.

Lembre-se também que, muitas das vezes, os clientes que lhe entram na loja, já conhecem perfeitamente o produto que vão comprar, talvez até, conheçam melhor os seus produtos do que os seus colaboradores ou você. Para evitar grandes diferenças, e não ficar bem na fotografia, ajude os seus colaboradores e a si, mantendo-se constantemente actualizado acerca do que vende, quão menor a diferença, melhor. A vantagem decorrente disto, é que em muitas situações, e quando o cliente não é um especialista, compra, precisamente, porque o vendedor, teve a competência de lhe falar na característica que o produto tinha, e que era precisamente aquela, que ele valorizava. Muitas vezes a diferença entre o vender e não vender, é estar preparado, conhecer produto e as necessidades do cliente, e apresentar a alternativa certa.

Recomendo também, que tenha uma grande variedade de métodos de pagamento. Por vezes, existe alguma resistência a sistemas de pagamentos automáticos ou créditos, sobretudo, devido às taxas, mas pense comigo, o que prefere, pagar uma taxa de 4 ou 5%, ou perder o negócio?

Tenha especial atenção, caso utilize, à animação da loja, a música pode ser interessante, mas é sempre complexo escolher o tipo e atente ao volume, a menos que seja uma discoteca, o som alto vai piorar a experiência dos seus clientes.

Outra questão que deve ter em consideração, são aquelas vantagens que o seu cliente valoriza, e que lhe pode proporcionar. Estacionamento grátis, entregas ao domicilio, prazo alargado de troca, horário alargado, etc. Use estes factores para se diferenciar dos seus concorrentes, mas comunique-os, faça saber que tem algo que a concorrência não tem.

Resumindo, a sua presença nos meios digitais nos dias de hoje, é fundamental, no entanto, recorde-se de ter uma estratégia de marketing integrada e que o pense como um todo. De nada lhe servirá uma presença forte online, e o contacto mais presencial do seu negócio com os seus clientes, em nada condiz com o que comunica nas várias plataformas digitais.

Seja coerente, acredite que, o contacto humano, a atenção, cuidado e “carinho” que vai dedicar ao seu cliente, vão-lhe valer efectivamente mais, do que, 200 likes no Facebook! Apostámos?

Que outras sugestões acrescentaria, põe em prática outras acções que, permitem melhorar a experiência aos seus clientes? Deixe o seu comentário!

 

 

Posted in: