Afinal, o que é que a sua empresa vende?

  1. marketing

Afinal, o que é que a sua empresa vende?

As seis perguntas fundamentais que deve responder antes de começar a comunicar!

Tem uma empresa que produz um determinado produto ou fornece um determinado serviço, mas sabe efectivamente o que está a vender?

Apesar de a pergunta parecer um pouco disparatada, e até podia ser, porque às vezes dá-me para isso, tem uma razão de ser muito simples, se não sabe o que está a vender, dificilmente conseguirá comunicar de forma efectiva aquilo que tem!

Estará a pensar, mas eu sei o que vendo: iogurtes, envelopes, almoços e jantares, óculos de sol amarelos, etc, etc, etc. Em parte, até pode responder à sua pergunta, mas pare dois minutos e faça o seguinte, pesquise no Google pelos produtos/artigos que falei há pouco, ou faça o mesmo tipo de exercício para o seu caso. O que encontra? Imensa coisa, imensa mesmo, aquilo que tem, destaca-se da concorrência, fazendo uma abordagem tão genérica ao seu negócio? Duvido.

Agora vamos aprofundar um pouco a reflexão, a localidade onde está implementado o seu negócio é relevante para os seus clientes? E os materiais ou o processo produtivo que utiliza? E os prazos de entrega? E aquele sorriso maravilhoso com que atende os seus clientes naqueles dias chatos de chuva? E as facilidades de pagamento?

Responda se souber:

  1. O que faz de si único e pode por consequência identificar aquilo que faz consigo?
  2. O que tem o seu produto ou serviço que o da concorrência não tem?
  3. O que é que pode dar ao seu cliente que a concorrência não satisfaz?
  4. De que forma pode aumentar o valor ao que faz, para assim, poder aumentar o preço e a sua margem?
  5. Quantas vezes pergunta aos seus clientes: porque prefere comprar aqui, onde acha que podemos melhorar?
  6. Se pudesse descrever o seu produto ou serviço de forma diferenciadora em relação à concorrência, como o faria, sem utilizar as palavras qualidade ou diferente?

Pois é, você não vende “produtos” nem “serviços”, vende, isso sim, curas para as dores dos seus clientes. Todos os aspectos que falei há pouco, e foram apenas alguns, muito poucos, diga-se, farão certamente a diferença para muita gente, muita gente essa, que estará disposta a pagar por lhe comprar a si!

Seja específico e objectivo ao comunicar os benefícios e factores diferenciadores dos seus produtos, além de o diferenciar da concorrência, vai criar-lhe um compromisso e orientação, e vai dar motivos às pessoas para saber porque lhe comprar a si e não aos seus concorrentes!

Acredita que assim será mais fácil? Já agora, a si, o que o diferencia?

 

Posted in: